Doenças hormonais

Doenças hormonais

Dentre as várias doenças que necessitam de orientação do endocrinologista, as mais comuns em cães são: diabetes mellitus, hiperadrenocorticismo ou síndrome de Cushing, obesidade e hipotireoidismo. E algumas atendidas em cães que são menos comuns: hipoadrenocorticismo ou Síndrome de Addison, Diabetes insipidus, hipertireoidismo, insulinoma, alopecia X, feocromocitoma, incontinência urinária após castração em cães, hipercalcemia em cães, hipocalcemia em cães, entre outros.

Nos gatos, as doenças mais comuns são o hipertireoidismo, obesidade e diabetes mellitus. Menos comum: hiperadrenocorticismo, acromegalia, hiperaldosteronismo, entre outras.

Sintomas

Os sintomas relacionados às doenças endócrinas são bem abrangentes devido às várias doenças que cada animal poderá ter, entre elas:

  • Hipotireoidismo Canino: sonolência, cães obesos com dificuldade de perder peso, ausência de pelos em algumas áreas do corpo, problemas de pele frequentes, como foliculites, hiperpigmentação e seborreia. Raças mais comuns são Golden Retriever, Labrador, Cocker Spaniel e Beagle;
  • Diabetes Mellitus: aumento da ingestão de água e da quantidade de urina, e perda de peso rápida; 
  • Hiperadrenocorticismo: aumento da ingestão de água e da quantidade de urina, fome exagerada (que antes não apresentava), ganho de peso, distensão abdômen, pelos ralos e finos, problemas de pele frequentes como foliculites;
  • Diabetes Insipidus: aumento da ingestão de água e da quantidade de urina;
  • Obesidade: cães obesos com dificuldade de perder peso, sem outros sinais clínicos;
  • Hipoadrenocorticismo: animais jovens, os sintomas variam desde vômito, diarreia, emagrecimento, até hipoglicemias, tremores e desmaios;
  • Alopecia X: Ausência de pelos no corpo (comum em Spitz Alemão);
  • Hipertireoidismo Felino: Gatos idosos, perda de peso bem notória, mudança de comportamento (ficou agressivo), hiperatividade, apetite aumentado, aumento da ingestão de água e da quantidade de urina.

Exames

Após a consulta com o endocrinologista, ele avaliará o animal e solicitará alguns exames necessários para o correto diagnóstico, como: hemograma, bioquímico completo, glicemia, dosagens hormonais (T4 total, T4 livre por diálise de equilíbrio, TSH, dosagem de cortisol pelo teste de supressão com dexametasona ou teste de estimulação com ACTH, dosagem de insulina, dosagens de hormônios reprodutivos, entre outros), exames de urina, radiografia, ultrassom, tomografia, exames cardiológicos, pressão arterial. 

Tratamentos

O tratamento depende do diagnóstico da doença hormonal e pode incluir: reposição hormonal em casos de Hipotireoidismo e Hipoadrenocorticismo; aplicações de insulina, dieta rigorosa com exercício físico em casos de Diabetes Mellitus; medicamento Trilostano, Mitotano ou serão submetidos à cirurgia de remoção de nódulos nas adrenais quando possível, em casos de Hiperadrenocorticismo; uso de Metimazol, cirurgia ou iodo radioativo em gatos com Hipertireoidismo; Alimentação específica e exercícios para obesidade e, na maioria das vezes, acompanhamento constante.

Por Invet Center Limeira

Deixe uma resposta

× Whatsapp